Renda Extra

05/01/2018

Conheça mais sobre o pedagogo hospitalar

A vida é sempre muito imprevisível, coisas boas e ruins podem acontecer a qualquer momento e nos pegar de surpresa. Pensando nisso pedagogos se aperfeiçoaram em ensinar no ambiente hospitalar, esta nova modalidade de aprendizado já tem ajudado muitas crianças e adolescentes acometidos de enfermidades a se desenvolver e buscar conhecimento mesmo em condições adversas de saúde, dentro de hospitais e clinicas.


Além do pedagogo hospitalar ajudar nas atividades pedagógicas, o auxilio acontece consequentemente para a família do paciente.  O amparo deste profissional através da educação  de jovens e crianças, faz com que elas não percam o ano letivo enquanto a internação acontece , oferecendo de uma forma diferente o ambiente escolar, segundo especialistas isso melhora a saúde emocional, mental e física para quem é acompanhado pelo pedagogo hospitalar.


Os desafios de ensinar em um ambiente não-escolar

Esta prática pedagógica é comprovada como um instrumento de socialização, e dá a segurança necessária para o aluno enfermo concluir seus estudos, superando as frustrações causadas pela doença e até mesmo ajudando no processo de recuperação do indivíduo. Cabe também o hospital disponibilizar um ambiente propício para este tipo de método. A tarefa do Pedagogo Hospital é árdua, porém, gratificante, pois irá garantir ao seu aluno o direito constitucional a educação.

A humanização no ensino é fundamental neste momento, o elo entre aluno e professor fica mais evidente, por isso, é essencial a sensibilidade neste atendimento do profissional em educação, possibilitando instantes de descontração, amenidade, interatividade e aquisição de novos conhecimentos. Muitos desafios são enfrentados pelo profissional, já que o ensino deve ser personalizado respeitando as características de internação do estudante.

O preenchimento do tempo ocioso de forma saudável, através de atividades variadas, fazendo com que se desprendem temporariamente, do momento difícil que estão atravessando.

De acordo com especialistas em educação, é fundamental que o professor na classe hospitalar mantenha contato com o professor de origem do ensino regular, para que não haja uma cisão no elo entre os dois. É importante do mesmo modo manter informado o grau de instrução que o aluno no hospital recebe.

A continuidade do cronograma curricular da escola, bem como, para manter o professor do ensino regular informado sobre todo trabalho realizado no hospital, inclusive se houve ou não desenvolvimento por parte do aluno.

Se você se interessou nesta profissão, procure um curso de graduação em Pedagogia, pois a grade curricular abrange este tipo de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário