Renda Extra

06/03/2018

O perigo da má alimentação

Se alimentar é uma necessidade básica e vital dos seres humanos e não é exagero nenhum falar que nós somos o que comemos. 

Quando ingerimos produtos de boa qualidade e com potenciais nutritivos, nosso corpo responde funcionando muito melhor. 

Bem como a ingestão de alimentos pobre em nutrientes pode, até, desencadear doenças. 

No post de hoje vamos falar de alguns alimentos nada saudáveis e que consumidos em excesso fazem muito mal à saúde. Dá só uma olhada:

Comidas congeladas

Refeições prontas, como lasanhas e pizzas congeladas, têm uma quantidade absurda de gordura saturada e ela faz com que os níveis de colesterol ruim (LDL) subam. 

Além de aumentarem o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares e pressão alta por causa da alto nível de sódio. 

O congelamento de alimentos não é problema, inclusive você pode preparar marmitas de comidas caseiras. 

A dica é escolher duas saladas, uma proteína animal, um carboidrato e uma leguminosa. 

Esse tipo de marmita, mais saudável e nutritiva virou uma febre, com certeza na sua cidade vai encontrar estabelecimentos que façam essa linha mais nutrição funcional

Embutidos

Linguiças, mortadelas, presuntos, salsichas e salames são exemplos de alimentos embutidos e também entram para a lista dos ricos em sódio. 

Esses produtos também possuem muitos tipos de conservantes que podem desencadear alergias e problemas estomacais. 

Caldos, temperos prontos e salgadinhos 

Também são ricos em sódio e glutamato monossódico. 

Essa substância com nome complicado, segundo estudos, pode acarretar vários problemas de saúde, entre eles o alzheimer, parkinson e câncer.

Margarina 

As margarinas são feitas com óleos vegetais líquidos, mais conhecidos como hidrogenados, que nada mais é do que gordura trans. 

Esse tipo de gordura não é reconhecida pelo nosso organismo e isso pode provocar um acúmulo de gordura na região abdominal e causar doenças cardiovasculares. 

Açúcar

Ele é essencial para algumas funções do nosso corpo, mas também pode ser um vilão. 

Consumido em excesso ele aumenta o triglicérides, pode levar ao diabetes e hipertensão. 

Esse alimento não tem valor nutricional nenhum, por isso é aconselhável trocar por outros tipos de açúcar. Alguns exemplos são: o açúcar mascavo, o demerara, orgânico e mel. 

Mas o alimento em si não é tão problemático a presença, em excesso, dele nos refrigerantes, e aliado a outras substâncias artificiais a bebida é um verdadeiro veneno. 

A grande quantidade de fosfato presente em qualquer tipo de refrigerante provoca uma liberação exagerada de cálcio, o que enfraquece os ossos. 

Mas nunca mais devo comer esses alimentos? 

Não estamos falando aqui de dietas super restritivas, até porque cortar os produtos que citamos de nossa rotina é bem complicado. 

Estamos muito mais acostumados a “comer errado”, mas mudanças drásticas também não funcionam. 

O ideal é ir diminuindo aos poucos e buscando substituições saudáveis e com um valor nutricional bacana. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário