Renda Extra

21/05/2020

O que Causa a Celulite?

A celulite é um acúmulo de gordura que ocorre na pele. Apesar de não ser uma condição maligna, a hidrolipodistrofia ginoide — como é conhecida na comunidade médica — pode gerar danos no paciente no ponto de vista psicológico.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), cerca de 95% das mulheres que passaram da fase da puberdade terão celulite, principalmente as de pele branca.

Mesmo com essa alta incidência, é possível realizar tratamentos que possam reduzir as ondulações na pele, promovendo uma melhora considerável na autoestima da paciente.

Saiba mais sobre a hidrolipodistrofia ginoide a seguir:

Quais são as Causas da Celulite?

Ainda não existe um consenso na medicina sobre as causas que levam à celulite. No entanto, os especialistas elencam alguns fatores como sendo relevantes para o desenvolvimento da hidrolipodistrofia ginoide. São eles:

  • Fumo;
  • Gravidez;
  • Sedentarismo;
  • Hereditariedade;
  • Tensão emocional;
  • Baixa ingestão de água;
  • Níveis altos de estrogênio;
  • Utilização de anticoncepcionais;
  • Distúrbios circulatórios ou intestinais;
  • Má alimentação, com excesso de sal, carboidratos e açúcar;
  • Idade, quanto mais velha for a mulher, maior a probabilidade;
  • Obesidade, apesar da condição aparecer também em mulheres magras.


Onde a Celulite pode aparecer?

As regiões do corpo que costumam apresentar celulites são:

  • Coxa;
  • Barriga;
  • Quadris;
  • Bumbum.


Quais são os Tipos de Celulite?

A celulite possui algumas classificações que auxiliam o profissional a identificar o quadro, avaliando aspectos como áreas elevadas, nível de profundidade dos “furinhos”, presença de flacidez, entre outros fatores. Resumidamente, os tipos de hidrolipodistrofia ginoide são:

Grau I - Trata-se do tipo mais leve da condição. O aspecto conhecido como “casca de laranja” só aparece quando a região é apertada.

Grau II - Este é o tipo mediano de celulite. Neste caso, as ondulações na pele são perceptíveis a olho nu, não sendo necessário pressionar a região.

Grau III - O grau III é o mais sério de todos. Nele, a paciente possui muitos “furinhos”, eles são mais aprofundados e podem até causar dor.

Como Tratar a Celulite?

O tratamento da celulite dependerá do tipo que acomete a paciente. Em alguns casos, o tratamento feito com cremes anticelulites é o suficiente, enquanto em outros é preciso utilizar uma técnica mais potente.

Saiba mais sobre alguns tratamentos para a hidrolipodistrofia ginoide:

Drenagem linfática

Indicada para casos mais leves, a drenagem linfática oferece bons resultados para a paciente. O tratamento tem por objetivo melhorar a circulação sanguínea na região tratada e eliminar possíveis líquidos acumulados nos tecidos subcutâneos.

Radiofrequência

A radiofrequência é um dos tratamentos mais utilizados nos caso de celulite, independentemente do grau.

Este tratamento visa aumentar a temperatura do local tradado para estimular a produção de colágeno e reestruturar as camadas de pele de uma forma mais efetiva.

Laser

Quando o assunto é tecnologia no tratamento, o laser para celulite sem dúvida é o mais requisitado. O procedimento é feito com um aparelho que emite radiação eletromagnética, como acontece no caso da radiofrequência. Assim, os depósitos de gordura são quebrados e a pele fica mais bonita e sem a tão temida aparência de “casca de laranja”.

É importante ressaltar que a adoção de uma alimentação equilibrada — rica em fibras e com consumo consciente de água — e a prática frequente de exercícios físicos são essenciais para a prevenção da celulite e para a manutenção dos resultados obtidos com os tratamentos estéticos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário