Renda Extra

02/05/2023

A importância do networking na universidade

 


Criar uma rede de contatos é importante desde a graduação; entenda a seguir o porquê

A palavra “networking”, apesar de ser na língua inglesa, é de conhecimento amplo aqui no Brasil e no mundo afora. De maneira simples de defini-la, trata-se de uma rede de contatos profissionais.

Essa rede pode ser pensada como uma teia de aranha, em que uma ponta se liga a outra, que faz ligação com outras, o que sucede na formação de uma teia.

Para entender melhor a aplicação prática da palavra e sua importância desde a faculdade, continue a leitura!


Como funciona o networking?



Todo mundo sabe que a busca por um emprego não é algo simples. Além de qualificações técnicas, como uma boa faculdade, diversos certificados e habilitações de determinada área e conhecimento de outros idiomas, é essencial ter boas relações.

Isso porque, através de relações sólidas com colegas de profissão, oportunidades são melhor compartilhadas, bem como há maior troca de informações e descoberta de possíveis clientes, sócios e investidores.

Esse tipo de relacionamento sempre existiu, mas, assim como tudo, evoluiu com o passar do tempo. Há não muito tempo atrás, por exemplo, profissionais trocavam cartões de visita e marcavam reuniões, como almoços e happy hours, para promover a socialização, vinculada a troca de informações e experiências.

Atualmente, este modelo evoluiu. É claro que o contato presencial ainda existe e tem seu papel de relevância, contudo, com a tecnologia, também se tornou possível e muito comum o contato através de telefonemas e em redes sociais, seja ela o whatsapp, instagram ou o próprio linkedin.

O objetivo é o mesmo: se fazer presente e manter contato!


Quais são as principais vantagens
de ter networking?



O networking deve ser encarado como um investimento para o futuro pessoal e profissional, já que pode te trazer diversas oportunidades a longo prazo, como por exemplo:


  • Indicações para um futuro emprego;
  • Informações sobre um nicho diferente daquele em que se atua;
  • Informações a respeito de inovações disponíveis no mercado;
  • Construção de sua reputação;
  • Consolidação de sua marca;
  • Conhecer pessoas com interesses e objetivos similares;
  • Obter rede de suporte e validação, em casos de dúvidas e novos projetos;
  • Oportunidade de atrair novos sócios, clientes e até mesmo investidores.


Além do que destacado acima, diversas pessoas podem relatar experiências muito positivas obtidas através do networking. Conhecer pessoas e ampliar a rede é essencial na dinâmica atual do mercado!


O networking na faculdade



Se engana quem pensa que o networking não pode começar na faculdade! Na verdade, conseguir criar esta rede inicial de contatos nesse ambiente é mais fácil do que pode parecer.

A graduação é um divisor na vida de todos que passam por ela, isso porque, na maioria das vezes, é quando se inicia o contato com o mundo profissional e, mesmo já houvesse atuação profissional anteriormente, é somente na faculdade que você conhecerá pessoas que estudarão as mesmas coisas que você e terão objetivos bem similares.

Nesse período, conhecemos muitas pessoas e construímos muitas amizades. Embora não seja possível ter amizades com todos, é completamente possível desenvolver um relacionamento profissional sincero com a maioria.

Uma vez que todos os alunos estão em situações próximas, toda informação se torna privilegiada. Ainda que não necessariamente você consiga um primeiro emprego na área, por exemplo, é possível que você tenha uma informação relevante que te sirva para definir qual o caminho que irá seguir.


Como começar o networking?



Antes mesmo de pensarmos em como criar uma rede de contatos, é importante ter conhecimento de algumas atitudes que servirão de pontapé inicial para começá-la e potencializá-la. Entre elas, nós destacamos:

Busque autoconhecimento

Quando temos autoconhecimento e sabemos quais são nossos pontos fortes e fracos, há um norte sobre como começar o contato com os colegas de turma.

Seja sociável

Por mais que para algumas pessoas seja difícil socializar, é essencial mostrar-se empático e criar um ambiente harmonioso, a fim de aproximar as pessoas. Enxergue os trabalhos em grupo com outros olhos!

Use as redes sociais

Fazendo uma conexão com o item anteriormente mencionado, o uso das redes sociais pode ser um ótimo aliado, já que é nesses ambientes que normalmente as pessoas mantêm o contato e criam grupos para debates.

Seja colaborativo

Se você somente buscar informações, sem entregar nada em troca aos colegas, isso facilmente será visto como interesse. A ideia da rede só funciona se houver colaboração de todos!

Enxergue além de seus horizontes

É normal que nós procuremos pessoas com interesses similares aos nossos para formar amizades. Mas, quando o assunto é networking, veja além de seus horizontes e saiba que inovar irá te proporcionar experiências novas que poderão ser muito positivas.

Dadas as dicas iniciais sobre como se portar para atrair os colegas, o networking pode ser criado em diversas situações além da sala de aula, como por exemplo, congressos, eventos, feiras, palestras, projetos, etc.

Universidade Santo Amaro é uma instituição que sempre prioriza a realização destes tipos de situações em que há a aproximação entre os estudantes, os professores e outros profissionais experientes da área em foco.








Nenhum comentário:

Postar um comentário